segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

As Karns do Gësch

A questão, doutor, é que todo mundo acha que sou louco.

Todo mundo quem?

Todo mundo, o mundo todo, e tudo que há no mundo.

E por que acham que é louco?

Por que sou de esconder minhas perts.

Suas pertis? Não entendi.

Perts, doutor, não tem este "i" neles - pê-e-erre-tê-esse - Perts.

E que são estas perts?

São três karns que participam do meu Gësch.

Carros do seu... desculpe, não entendi.

Karns - ká-a-erre-ene-esse e Gësch - gê-ê-esse-cê-agá.

E mais alguém participa do seu Gësch?

Não, só tem a Evelyn, a Verena e a Heike.

Mais alguém?

Não, doutor, não daria conta. Elas completam o Gësch. A Heike controla tudo, determina os comandos, a Verena lida com minhas percepções existenciais e a Evelyn é que fala tudo para mim. Eu a escuto muito, sabe, ela é que fala o que devo ou não fazer para não contrariar a Heike.

Mais alguém conversa e ou escuta as Karns?

Não doutor, é só meu este Gësch. Olha só a foto que tirei com elas ontem...

Caramba... onde fica isto?

Não posso contar, doutor, mas assim que a Heike autorizar te dou mais detalhes na próxima sessão.

Dona Carminha, venha aqui na minha sala agora.

Pois não doutor?

Puta que o pariu, Dona Carminha, por que eu fico aqui só atendendo maluco e maluco fica lá fora com as Karns no Gësch? Por quê, Dona Carminha, por quê?

Nossa doutor, seus braços são tão fortes, suas mãos agitando meus ombros, me sinto uma destas gueixas aí de carro que o senhor falou... mais, doutor, mais...

É isto aí! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário