sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Olhos amendoados

Um conto curto de um sonho rápido.

Olhos amendoados, é o que mais me lembro. Ela entrou tão mansamente nos meus sonhos, foi de uma sutileza de gueixa, mas os lábios, ah! - os lábios em carmim, do jeito que me enlouquece.
O corpo era de uma escultura divina, a luz irradiando em sua aura, tudo tão tangível. Mãos finas, pele em seda, tão linda.

Aí acordei, caramba.


É isto aí!

Nenhum comentário:

Postar um comentário