quinta-feira, 7 de abril de 2016

Cenas de amor 1º Ato

Muito bem. Atenção - silêncio. Quero uma luz difusa sobre os dois, que começará em rosa leve. Por favor, saiam todos do set. Quem não for da produção, queira se retirar.

Gente esta é a última passagem. Caprichem, hem ... Geraldinho, quero você olhando nos olhos da Carminha. Carminha, quero você olhando alhures.

Muito bem, gravando ... silêncio ... silêncio ... silêncio ... mas que merda de silêncio é este? Estão esperando o quê, os dois pombinhos. Comecem esta merda logo.

(Geraldinho) Ainda me lembro da primeira vez em que te vi.

(Carminha) Infelizmente eu também ...

Coooooooooooooooooooooooorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrtaaaa!!! Cadê o texto? pelo amor de Deus, de onde você tirou esta fala, Carminha?

Seu Diretor - este animal estava na cama ontem com a minha melhor amiga. Eu odeio ele.

Carminha, isto aqui é só uma novela, ok? Existem milhares de fãs apostando no exemplo de vocês dois e lá fora isto não existe. Muito bem, segue com a fala da Carminha.

(Carminha) Naquele momento eu tive a certeza de você era mesmo o Amor da minha vida! (ânsia de vômito)

Corta corta corta. Salva  a fala da doida, salva a fala ... segue...

(Geraldinho) Sabia que desde aquele dia não consegui tirar você do meu pensamento?

Excelente ...

(Carminha) Deve ser o tal de mau olhado ...

Coooooooooooooooooooooorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrtaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!! Para tudo - para tudo - para tudo. Contra-regra, trás um rivotril, um valium e um lexotan, amarra esta doida e joga os tres na boca dela e trava. Vai ter que engolir. Carminha, sua maluca, sabe quanto custa 1 minuto de gravação desta merda?

É isto aí (1º Ato)

Nenhum comentário:

Postar um comentário