quarta-feira, 27 de abril de 2016

Meu cartão me ama - sqn

Na sexta-feira, à noite, vi um anúncio interessante de dois produtos eletrônicos em determinada grande rede de vendas pela internet. Como havia a intenção prévia de adquiri-los, fiz o que manda a rotina moderna. Verifiquei o preço praticado no mercado, fiz estudos comparativos dos aparelhos, etc. Finalmente acessei, marquei, e pedi o pagamento por determinado cartão, aproveitando o parcelamento sem juros, pelo mesmo preço à vista, o que era um bom negócio.

Para minha surpresa, na segunda-feira recebo e-mail afirmando que o pedido fora cancelado por que a operadora do cartão negou o crédito (que eu achava que tinha). Como esta foi a segunda ocasião proporcionada pela agente financeira em menos de 30 dias, aquilo não era coincidência, e como não tenho saldo devedor neste cartão, o qual ofereceram com insistência, liguei e solicitei o cancelamento do cartão. De que serve um cartão de crédito que desacredita o credor?

A atendente, educadamente, ouviu minha solicitação, pediu as confirmações de dados de praxe, sabe? CPF, data de nascimento, nome da mãe, nome completo, confirmação de endereço, etc. Depois desta xaropada toda, falou que iria me passar para o setor responsável. 

Aqui cabe um adendo - as agências terceirizam todo o sistema de comunicação com o cliente, para que não tenhamos acesso a eles. De maneira que esta passagem para o setor responsável nada mais é do que transferir a ligação para um atendente disponível, qualquer um, que já recebeu todas as informações na tela do seu computador e vai nos passar a sensação de estarmos falando com quem resolve.

Novamente a mesma conversinha, até que sem argumento, o educado rapaz afirma que o sistema saiu do ar, veja só você que coisa mais estranha - o sistema pode ler até o que eu vadiei na rede em qualquer dia, mas para suspender um raio de um cartão, ele agilmente sai do ar.

Aí você pensa assim - bem, parece que tudo acabou. Mas, porém, todavia, contudo, na terça-feira à noite recebo e-mail da loja/rede de que a compra foi autorizada pela financeira - ohhhh!! Nesta quarta-feira, pela manhã tento inúmeras vezes falar ao telefone com a loja/rede e não consigo. Daí envio um e-mail explicando toda a história e pedindo o cancelamento total da compra.

Lega isto, não é? Só que não. A loja/rede responde que como o pedido foi, veja só você, terceirizado para uma outra empresa, não teriam como protocolar o cancelamento imediatamente que eu devo aguardar 48 horas para que a empresa terceirizada se posicione. Enfim, viva a pátria amada!!

É isto aí!

Nenhum comentário:

Postar um comentário