sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Aqui jazeu - Poemeu

E quando você passa
e passa
e pensa
e pisca
E no meio da praça
apressa
a prece
aos passos
E vê aflito
aguado
amoado
aturdido
a casa abandonada
E sente um arrepio
do nada
apeado
aguado
E sabe que ali
Por causa de você
perdeu a amada
perfumada
arrumada
singular
E nela tem uma placa
sem graça
sem graça
sem graça
VENDE-SE
E no peito amargurado
finca a lápide
aqui jazeu
eu
eu
eu.

É isto aí!





Nenhum comentário:

Postar um comentário