segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Esta Espécie de Loucura (Fernando Pessoa)

Esta espécie de loucura
Que é pouco chamar talento
E que brilha em mim, na escura
Confusão do pensamento,

Não me traz felicidade;
Porque, enfim, sempre haverá
Sol ou sombra na cidade.
Mas em mim não sei o que há

Nenhum comentário:

Postar um comentário