terça-feira, 23 de agosto de 2016

Eu e a COPASA





Eu recebo uma água da COPASA de péssima qualidade para consumo, escura, barrenta, mal-cheirosa e cara. Tenho três filtros para tentar fazer o que pago para supostamente a COPASA oferecer. Um, de areia, fica ao lado do hodômetro e os outros dois, nas fotos acima, ficam dois metros após o primeiro. Um de celulose e o último de cerâmica.

Bem, este "sistema" de tratamento de água tratada, com estas múltiplas filtragens não permite que o barro, a lama e seja lá o que for isto, chegue à caixa d'água. E funciona assim há pelo menos treze anos.

A questão é que estou sem água desde a quinta-feira da semana passada. Poderia ser apenas algum problema de abastecimento geral, pois li que a COPASA não abasteceria alguns bairros da região naqueles dias, apesar do meu bairro não constar da relação. 

Na manhã da segunda-feira, ontem, liguei para a COPASA, protocolei uma solicitação e de fato, na parte da tarde um técnico esteve aqui em casa, olhou, olhou, olhou e disse que iria verificar a pressão em algum ponto do abastecimento.

Nesta manhã da terça-feira, vieram três técnicos e verificaram que meu problema são os filtros - rá-rá-rá!!!
É aquela história do marido que encontra a esposa com o amante no sofá da sala e manda tirar o sofá para que ela não o traia mais. Treze anos filtrando a lama que me vendem como água potável e agora isto. 

É isto aí!





Nenhum comentário:

Postar um comentário