domingo, 23 de outubro de 2016

Pensamentos inúteis por razões sem fim

Arrependido:
Está linda ... Era linda! Trinta anos linda nas lembranças, nos sonhos, no desejo, na memória. Trinta anos ... aí eu a vi no Feissebuque. Saudades, múltiplas saudades!!!

Magoado:
Nem olhou para mim, depois de vinte e cinco anos de suplícios. Enfim é a mesma de sempre, disfarça bem.

Melancólico:
Vinte anos para vê-la novamente e foi  nesta tarde, na praia, com a sua família. É ... parece que estava feliz.

Esperançoso
Espero que todas as lágrimas, que derramei nestes quinze anos, lavem de vez a minha alma das expectativas frustradas de ser feliz ao lado dela.

Sentido
Dez anos sem tê-la ao meu lado e nunca soube o porquê! Isto me faz sentir uma pessoa extremamente triste.

Quantificado
E já se passaram cinco anos. Quase deu certo, quase minha para sempre, quase juntos, quase voltamos, quase melhores amigos, quase para sempre, quase feliz. Quase ... quase ...

Auto-ajuda
Terminamos ontem! Vou ficar bem. Nunca mais a verei, nunca mais sentirei sua falta, nunca mais outra vez.

É isto aí!




Nenhum comentário:

Postar um comentário