sábado, 31 de dezembro de 2016

Feliz Ano Novo



E para não dizer que não falei das flores, feliz em tudo seja você a partir de agora. Que tudo seja perfeito feito João Gilberto, que as ações sejam fluidas feito o som de Tim Maia, que suas inspirações sejam jorgeluísborgeanas, suas loucuras sejam florbelas e sua vida seja feito um poema de Fernando Pessoa:

Ano Novo (Fernando Pessoa)

Ficção de que começa alguma coisa!
Nada começa: tudo continua.
Na fluida e incerta essência misteriosa
Da vida, flui em sombra a água nua.
Curvas do rio escondem só o movimento.
O mesmo rio flui onde se vê.
Começar só começa em pensamento

É isto aí!

Nenhum comentário:

Postar um comentário