quinta-feira, 23 de março de 2017

Papo de esquina XXXV

- Resolvi não falar mais da política

- Mas isto é um ato político. E caso os atos políticos sejam percebidos como provocação, costumam  gerar ações repressoras ...

- Muita coragem da sua parte fazer ato político nestes tempos ...

- Meu Deus, a que ponto chegamos! Ser contra ou estar contra? O que melhor caracterizaria uma percepção adversa humanamente possível a isto tudo que está aí?

É isto aí!

2 comentários:

  1. Minas Gerais, 24 de março de 2017 (este ano quase apocalíptico de politiqueira de qualidade mais suspeita que a procedência da carne brasileira)

    Caro Paulo, que lugar agradabilíssimo este, o da República Pitangueira!
    Tantos assuntos, gêneros literários (mas é claro que tem literatura aqui sim, como não?!).

    Mas não há surpresa nenhuma da minha parte, é claro que o leitor também escreve, e como! Suas contribuições psíquicas-sociais-políticas e artísticas não poderiam se restringir a um espaço mínimo no blog de uma "louca".

    Vou entrando devagar, conhecendo os cômodos da casa ainda, porque é grande! Obrigada por ter me indicado o caminho.
    Abraço,
    Amanda Machado
    PS: Calar é também um ato político e vou achando que um dos mais prejudiciais...apenas acho.

    ResponderExcluir
  2. Minas Gerais, 24 de março, dia de Santa catarina, filha de Santa Brígida (prova cabal de que os santos se reproduzem)

    Prezada Amanda Machado, das letras elegantes e das palavras sensatas.

    Primeiro, muito obrigado por estar aqui. Ainda um pouco (como dizer) humm.. ainda um pouco envergonhado de ter falado deste espaço que ocupo. Um pouco por que acho que sempre não está bom e outro tanto por que não divulgo mesmo.

    Mas se está posto, então que seja exposto.

    Fique à vontade sempre - faça desta casa a sua casa.

    Um abraço

    Paulo

    ResponderExcluir