sexta-feira, 14 de abril de 2017

João amava Lourdes que amava João

João amava Lourdes
Lourdes amava João.

Ele falante alegre,
Ela risonha discreta.

Ele  flertava com beijos
Ela somatizava desejos.

Ele analfabeto das letras
Ela letrada da vida

Ele entendia as coisas
Ela traduzia os fatos

Ele emitia sinais
Ela entendia no ato


Ele escutava música
Ela ligava nas notícias

Ele não queria festa
ela sossegava sua ânsia

Ele queria sexo
Ela o envolvia em amor

Ela fazia massagens
E ela adorava sacanagens

Ele não tinha amigos
Ela afastava a solidão

Ele beijava onde dava
Ela abraçava seu coração



Ele a queria sempre
E ela o queria louca

João amava sua Lourdes
Lourdes amava seu João.

João morreu de acidente
Lourdes morreu de paixão.

Encontraram-se no céu
Logo deram-se as mãos

Tocaram-se incrédulos
Sentiram da vida a pulsão

João amava Lourdes
Lourdes amava João.


É isto aí!

2 comentários:

  1. Caro Paulo,
    Que encanto de releitura drummondiana! Dirão que o final bem sucedido deve-se pelo número de integrantes, dois...já que na quadrilha do Carlos, com a sua confusão de gente, a possibilidade de combinações aumentava também a possibilidade de desenganos. Mas acho que mais do que o número, deu certo, porque deu! A correspondência é uma sorte.
    Abraço,
    Amanda Machado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara Amanda,

      Muito obrigado, você é muito gentil.
      Abraço
      Paulo
      .

      Excluir