terça-feira, 25 de abril de 2017

Vinicius de Moraes, o profeta!

Highland Patriot 
SONETO DE SEPARAÇÃO

De repente do riso fez-se o pranto 
Silencioso e branco como a bruma 
E das bocas unidas fez-se a espuma 
E das mãos espalmadas fez-se o espanto. 

De repente da calma fez-se o vento 
Que dos olhos desfez a última chama 
E da paixão fez-se o pressentimento 
E do momento imóvel fez-se o drama. 

De repente, não mais que de repente 
Fez-se de triste o que se fez amante 
E de sozinho o que se fez contente. 

Fez-se do amigo próximo o distante 
Fez-se da vida uma aventura errante 
De repente, não mais que de repente.

Vinicius escreveu este poema, Soneto de Separação, em setembro de 1938 a bordo do Highland Patriot, navio britânico de extrema importância comercial para a América do Sul pois fazia a rota regular Buenos Aires - Santos - Glasgow desde o início dos anos 30, com sua tara de mais de 14.000 toneladas.

Em 29 de dezembro de 1939, o Highland Patriot, navio civil de carga e de passageiros, foi atacado ao largo das Ilhas Canárias por um submarino francês. O comandante do submarino alegou que o navio parecia ser um corredor de bloqueio alemão. Nenhum dano grave foi detectado e o navio conseguiu chegar a Glasgow sem perda de vidas.

Às 06.47 horas do dia 1º de outubro de 1940, o Highland Patriot  foi atingido no meio do barco por dois torpedos G7e do submarino U-38, cerca de 500 milhas a oeste de Bishop Rock. Às 07:08 horas, o navio abandonado teve seu golpe de misericórdia feito por um torpedo G7a do U-38. Pegou fogo e afundou. Três tripulantes (ou cinco) morreram no episódio .

O comandante, 135 membros da tripulação e 33 passageiros foram apanhados pelo navio militar de escolta britânico HMS Wellington (L 65) (Cdr R.E. Hyde-Smith, RN) e aportaram em Greenock - Escócia.

Curiosamente, com os ataques aos navios do Atlântico Sul, fortaleceram-se os laços comerciais entre as partes do Atlântico Norte. Nada pessoal, apenas negócios ...
Submarino alemão U38

HMS Wellington


Nenhum comentário:

Postar um comentário