domingo, 7 de maio de 2017

Amores ridículos

Eu te amo!

Mas isto é impossível!

Eu sei disto.

Então?!?!?!?!?!?

Eu te amo!

Defina amor e verá que eu não me enquadro.

Você é amor, meu amor, minha amada,

Meu, minha ... não existe posse no amor.

Está certo, ok, valeu!

Espera, espera, volta ...

Sim? Aceita o meu amor?

Depende ...

Depende do que?

Quem é Carminha? Não minta para mim.

Car car carminha? Não sei?

Só vou perguntar mais uma vez - quem é Carminha?

E por falar nisto, quem é Francis Howard?

Não mude de assunto. Eu perguntei primeiro ...

É isto aí!

Nenhum comentário:

Postar um comentário