domingo, 14 de maio de 2017

Lembre-se: felicidade é uma viagem, não um destino. (Henfil)

Alto lá
Este texto não é meu
Copiei e colei
Autor - Henfil
Fonte - Pensador

Por muito tempo, eu pensei que a minha vida fosse se tornar uma vida de verdade. Mas sempre havia um obstáculo no caminho, algo a ser ultrapassado antes de começar a viver, um trabalho não terminado, uma conta a ser paga. aí sim, a vida de verdade começaria.

Por fim, cheguei à conclusão de que esses obstáculos eram a minha vida de verdade. Essa perspectiva tem me ajudado a ver que não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho! Assim, aproveite todos os momentos que você tem.

E aproveite-os mais se você tem alguém especial para compartilhar, especial o suficiente para passar seu tempo; e lembre-se que o tempo não espera ninguém.

Portanto, pare de esperar até que você termine a faculdade; até que você volte para a faculdade; até que você perca 5 kg; até que você ganhe 5 kg; até que seus filhos tenham saído de casa; até que você se case; até que você se divorcie; até sexta à noite até segunda de manhã; até que você tenha comprado um carro ou uma casa nova; até que seu carro ou sua casa tenham sido pagos; até o próximo verão, outono, inverno; até que você esteja aposentado; até que a sua música toque; até que você tenha terminado seu drink; até que você esteja sóbrio de novo; até que você morra; e decida que não há hora melhor para ser feliz do que agora mesmo...

Lembre-se: felicidade é uma viagem, não um destino.

É isto aí!

2 comentários:

  1. Minas Gerais, 15 de maio, ensolarado (o que é uma raridade...porque nesta data, pela minha memória sentimental, faz muito frio e chove por aqui. Mas como tudo está tão mudado ultimamente, nem o clima permaneceu o mesmo), de 2017

    Caro Paulo,
    que texto!!! Este mineiro sabia bem como escrever e sentir a vida (tenho profunda admiração pela trajetória dessa família). A felicidade como caminho e não destino, talvez seja, num mesmo tempo, fardo e regalo. O primeiro porque nos coloca "olhos nos olhos" com a nossa responsabilidade diária de vivermos o tempo presente; não é o depois, é o agora. E um regalo, porque entender que a felicidade não é um outro lugar, não é o atravessar o deserto para só depois atingi-la, deixa-a muito mais acessível.

    Sêneca também nos deixou sua percepção em "Da felicidade":
    "(...)Todos os homens, caro Galião, querem viver felizes, mas, para descobrir o que torna a vida feliz, vai-se tentando, pois não é fácil alcançar a felicidade, uma vez que quanto mais a procuramos mais dela nos afastamos. Podemos nos enganar no caminho, tomar a direção errada; quanto maior a pressa, maior a distância".

    Que belo presente (sua sugestão do Henfil) para uma segunda surpreendentemente ensolarada!!! Ótima semana, Paulo!

    Abraços, Amanda

    ResponderExcluir
  2. Amanda,

    Que semana, hem! Parece que estamos numa montanha russa!

    Paulo

    ResponderExcluir