quinta-feira, 15 de março de 2018

Marielle Franco

Edvard_Munch_-_The_Scream_

2 comentários:

  1. Minas Gerais, 16 de março de 2018

    Triste, tristíssimo país que odeia o seu povo, a sua história e qualquer possibilidade de equidade.

    "uma mulher descerá o morro
    como se descesse de uma estrela

    uma mulher seus olhos iluminados
    suas mãos pulsando vida e luta
    sob seus pés a velha serpente
    [a baba as armas a covardia de sempre].

    uma mulher descerá o morro
    as inúmeras escadarias do morro
    os muros arames que separam o morro

    e pisará o chão desse país sem nome
    desse país que ainda não existe
    desse país que interminavelmente não há

    uma mulher descerá o morro
    o seu vestido é a tempestade

    uma mulher descerá o morro
    e ainda que seu sangue caia
    ferida incessante no asfalto do Estácio
    e ainda que anunciem sua morte
    [e sim, ainda que a comemorem]
    esta mulher ninguém poderá parar"

    Micheliny Verunschk, 15 de março de 2018, a manhã seguinte à execução de Marielle Franco.

    ResponderExcluir
  2. Querida Amanda,

    Ando triste, decepcionado, sem palavras - não as encontro nem para alento próprio. Navegamos para um mar revolto, sem lastro e sem esperança. Não estamos cingidos pela verdade nem pela couraça da justiça, como está escrito na Carta de Paulo aos Efésios.

    Efésios 6, 13-17

    "Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estais, pois, firmes tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e calçados os pés na preparação do evangelho da paz, tomando sobretudo o escudo da fé ...

    Um abraço

    Paulo

    ResponderExcluir